Saturday, October 28, 2006

O conto da Chave da felicidade


Deus sentia-se muito só. Para superar a Sua solidão, tinha criado uns seres com asas, que Lhe faziam companhia. Mas esses seres sobrenaturais encontraram a chave da felicidade e fundiram-se com o Divino, que voltou a ficar só. Uno mas só. Reflectiu demoradamente. Era Deus, mas não queria estar sozinho. Pensou que tinha chegado o momento de criar o ser humano, mas intuiu que este poderia encontrar a chave da felicidade e que assim facilmente descobriria o caminho até Ele e com Ele se fundiria. Não, não queria ficar só outra vez. Perguntou-Se onde poderia Ele esconder a chave da felicidade …
Primeiro pensou ocultá-la no fundo do oceano, depois numa caverna nos Himalaias, depois noutra galáxia. Mas estes lugares não o satisfaziam. Passou a noite em claro, questionando-Se onde seria o lugar mais seguro para a guardar.. Sabia que o ser humano acabaria por descer ao oceano mais abismal e que a chave não estaria segura aí. Também não estaria segura numa gruta nos Himalaias porque, mais cedo ou mais tarde, o Homem escalaria até aos cumes mais elevados e encontrá-la-ia. Nem sempre estaria segura noutra galáxia, já que o Homem chegaria a explorar os vastos universos.
Ao amanhecer, continuava a perguntar-Se onde a poderia depositar. E quando o sol começava a desvanecer a bruma matutina com os seus raios, de súbito ocorreu-Lhe um lugar, no qual os seres humanos nunca a procurariam: dentro deles mesmos !!
Criou então o ser humano e, no seu interior, colocou a chave da felicidade!

Ramiro Calle,
in “Os melhores contos espirituais do oriente” (um pouco adaptado..)

Fiquei a pensar....
Não deve ter sido exactamente assim.. isso de Deus nos querer ter ocultado a chave da felicidade... creio até que Ele encontrou a melhor maneira de a entregar. Colocou-a bem transparentemente à nossa disposição! E foi uma grande ideia: O lugar por Ele escolhido é sublime, é óbvio e não podia ser mais acessível!
Agora... que o ser humano tem dificulade em encontrar essa chave... ai isso é um facto!
Lá isso é!! ;)))

23 comments:

s.p. said...

Vês...Vês como eu tenho razão...e ás vezes procuramos a Felicidade tão longe de nós...verdadeiro...
S.P.( simplesmente peregrino)

joaquim said...

O problema é que é muito mais fácil olhar para fora e para os outros, do que para dentro, para nós.
Abraço em Cristo

xana said...

Ah... então era : Simplesmente Peregrino !! Muito bem! ;)
... ah pois...somos todos uns peregrinos, eu creio.. a caminho de um santuário que imaginamos lá longe..lá longe...
Então andamos muitas vezes às voltas, erramos os nossos percursos e.. tantas vezes nos perdemos..
De nós próprios, leia-se.
E esse santuário afinal é tão perto...
Mas diz-me, onde encontras tu o teu?



Joaquim em Cristo,

é verdade, também creio. Mesmo fisicamente, organicamente,temos os nossos olhos virados para o nosso exterior.
E habituamo-nos muito a isso...
De vez em quando fechá-los e fazer uma "inversão de marcha"... recuando-os para o nosso interior, parece uma bela manobra...
que te parece?
;)

Luis Olival said...

o texto está completamente adaptado...

Leonor said...

O pior não é ter dificuldade em encontrá-la, mas sim tê-la e não saber usá-la.
Se bem que com estas ajudas é bem mais fácil. beijinhos

malu said...

Pois, é um pouco também como a Leonor diz. Nós somos portanto, uns autênticos "chaveiros" - guardamos imensos tesouros e ainda assim, não paramos de procurar mais, sempre mais e assim, não há chave que chegue, e essa, acaba misturada em tantas outras...

neijinhos

Maria Alarcão said...

Deus Nosso Senhor, antes de nos criar já sabia que íamos ser seres complicados; antes do criar já sabia como é que nós íamos procurar a felicidade... Ele conhece-nos, desde o momento em que apenas pensou em nós, quando existíamos apenas na Sua cabeça...

Ele guardou a felicidade dentro de nós... haverá Amor maior do que este? Apesar de ser Deus e único Senhor, fez questão de "descentralizar" a felicidade dEle...isto é, nós também somos seres activos :) seres que lutamos por alguma coisa, que lutamos por ser melhor, por nos aproximarmos cada vez mais de Deus...até nos unirmos a Ele!

um grande beijinho e obrigada por mais esta história tão boa!

Miguel said...

E o mapa desse tesouro?
Está aqui, ali, neste livro, neste portinho, no meu amigo, ou naquele de quem não gosto tanto? Ou em todos os lados, para onde eu olhe com olhos de ver?

Não é a chave de um tesouro. A chave é O Tesouro...

Alda Olívia said...

Andava eu a vadiar por estas bandas e encontrei este Portinho de Abrigo...Que bem me soube!
Bem hajas pelas sábias palavras... Voltarei...a vadiar por aqui!

Andante said...

É mais fácil fingir que não se vê e que não se sabe para argumentar e contra-argumentar que Deus é um "malandro" e que nos obriga a procurar o que é e está óbvio.

Procuramos do lado de fora o que está dentro de nós próprios.
Continuamos a ser ingratos...

Beijos peregrinos

emlino said...

É um pouco como aquele que anda à procura dos óculos com eles nos olhos... Não são só os outros que têm muito a descobrir abaixo da tona da água... Cada um tem de fazer o mesmo exercício. Só assim poderá descobrir os tesouros infindáveis que existem dentro dele. Já é uma sorte só precisarmos de uma chave para os abrir a todos :)
Particularmente, gostei daquela parte... "Passou a noite em claro" ...deve ter sido a primeira de muitas... nós devemos-Lhe causar muitas insónias às vezes... :) Ai devemos, devemos... :)

xana said...

Luis olival, bem vindo, amigo.


querida leonor,
és sempre uma querida!
Sempre e muito!



Querida malu,

Junto-me a ti e ao que dizes.
E olha também,já viste o que diz o miguel?



Querida Maria Alarcão,

Fquei uns bons momentos a pensar no que disseste...
É...também a mim me parece isso: é uma grande prova de amor, é uma entrega total, essa, a de depositar no outro TODA a possibilidade de felicidade. E deixar-lhe a porta aberta para que descubra e sigue ele próprio o caminho!
Maria, merci pelas tuas palavras!





Miguel, meu bom Miguel... também considero que esse mapa pode estar em toda a parte! E muito particularmente naquele de quem não gosto tanto...pois reverter isso em amor, em gratidão, em perdão, em paciência, pode levar-nos a muita felicidade!
E a tua ultima frase "Não é a chave de um tesouro. A chave é O Tesouro..."... é divinal...
vou memorizar para não mais me esquecer!

Abraço para ti,
mon cher ami !!
Outro para a leonor,
se faz favor!!
;)))



Querida Alda,
sê muito, muito bem-vinda
aqui entre todos nós!
Vem, deixa-nos ouvir mais
a tua voz!


Queridíssima andante,

Tu escreves:
"Procuramos do lado de fora o que está dentro de nós próprios.
Continuamos a ser ingratos..."
eu leio e releio estas tuas palavras e suspiro: "Pois é...!!"






Bom emlino,

sim.. os tesouros infindáveis
que todos nós guardamos
e tantas vezes
nem conta nos damos!
...

Pois devemos!! ;)))) eheheh

NUNO BRANCO, SJ said...

muito bem xana, um beijinho :)

xana said...

Nuno de Deus,

estás aí, que bom! Gosto muito da tua presença!
Um abraço também.

malu said...

Bom dia Xana ;)

Vi sim, o que o Miguel diz e concordei logo com ele - é O Tesouro! E este Portinho é o melhor cofre de outros tantos.

Bjinhos

xana said...

malu... malu....
;))))

Alda Olívia said...

Olá outra vez!

Um desafio à Xana: descobre a viva voz desta Alda Olívia, tua amiga desde tempos tão recuados, com uma ligação que a própria considera mais familiar que muitos e muitos familiares...Um beijinho e continua a dar o teu abrigo tão especial a estas almas vadias, como eu!

emlino said...

É um pouco como aquele que anda à procura dos óculos com eles nos olhos... Não são só os outros que têm muito a descobrir abaixo da tona da água... Cada um tem de fazer o mesmo exercício. Só assim poderá descobrir os tesouros infindáveis que existem dentro dele. Já é uma sorte só precisarmos de uma chave para os abrir a todos :)
Particularmente, gostei daquela parte... "Passou a noite em claro" ...deve ter sido a primeira de muitas... nós devemos-Lhe causar muitas insónias às vezes... :) Ai devemos, devemos... :)

xana said...

Alda, olá!

Sim senhor, vou estando aqui bem atenta!
Um novo abraço. Acredita que é sempre bom ver-te por cá, entre nós. Paz e Bem para ti, amiga.

Maria João said...

Perante a sociedade que temos hoje em dia, resta-me dizer que a felicidade está tão perto, mas tão longe.

bjs em Cristo

xana said...

maria João,

exactamente!
;)

CVJ said...

Olá.
Seja lá como for, seria bem pior se a chave não existisse, não achas?
Bj
Leo

xana said...

leo,

ela exite!
Ela existe a sério! e à inteira disposição!!

Um abraço.