Friday, October 05, 2007


"Se eu quiser falar com Deus
Tenho que ficar a sós
Tenho que apagar a luz
Tenho que calar a voz
Tenho que encontrar a paz
Tenho que folgar os nós."


Gilberto Gil, cantando.

7 comments:

ana maria said...

Falo com Deus no silêncio,
no abismo do nada que consigo criar...
mas também no delírio do tudo o que consigo abarcar!

A conversa com Deus é mais alegre quanto a canção brota da minha alma em louvor ou gratidão... e mais serena quando em total escuridão!

Comunico até no silêncio das lágrimas que deixo correr, sem resistência...ou nos queixumes da minha falta de paciência...

Nem sempre desato todos os nós,
às vezes até grito e desatino e termino escutando o eco da minha voz... e logo sinto o Seu sorriso macio que acaricia a minha alma e me sussura: "Estou aqui!Não tenhas medo!"

E assim, onde quer que esteja,
triste ou alegre, zangada ou preguiçosa ou sem paciência ou cansada ou...de qualquer forma!, sei mesmo que Deus está sempre, sempre a ver, ouvir e... Amar(-me)!

xana said...

Ana,

posso ficar horas a fio a ler e reler estas tuas palavras e sempre me irei deparar com um cenário tão bonito que não me atrevo sequer a descrever..
Que maravilhoso foi encontrar aqui este teu "cântico" sereno, esta tua "conversa com Deus"..
Parece um comentário, mas é tão mais!...
Tu és poesia e música!
Não admira pois, que aos escreveres e conversares, tu dances com as palavras...
Um bailado ímpar!
obrigada.

xana said...

gosto particularmente deste teu pedacinho:

"Nem sempre desato todos os nós,
às vezes até grito e desatino e termino escutando o eco da minha voz... e logo sinto o Seu sorriso macio que acaricia a minha alma e me sussura: "Estou aqui!Não tenhas medo!"

ana maria said...

Bem...
Fiquei sem ar com o elogio desmesurado...
Só deixei sair o que me veio ao pensamento com "falar com Deus"...é o que sinto, mesmo! E dou-Lhe muitas graças por isso!

Beijinho!

J said...

Xana,

qe saudades de te ler, e de O ler nas tuas palavras, escolhas, imagens, pausas, frases.

Obrigado por esta frase que faz tanto sentido, porque Vejo-O tantas vezes no silêncio, e é no silêncio que Ele se faz muitas vezes sentir, quando o coração pará, os pensamentos acabam, e a tranquilidade me preenche, saio desta sociedade, fecho os ouvidos ao ruido que nos rodeia e Oiço-O claramente, um sussurro, que me enche por dentro.

Um grande beijinho em Cristo

Leonor said...

Quando quero falar com Deus, paro.
Mesmo que esteja agitada, a correr, a falar sinto-me parar cá dentro. E é sempre tão bom quando me lembro. Pena é não me lembrar mais vezes.
Quando quero falar com Deus passo por este abrigo. É sempre tão bom quando me lembro. Pena é não me lembrar mais vezes.
Beijinhos

xana said...

Ana,

sim, sei isso. Por isso aquelas tuas palavras ainda têm mais valor!

Um abraço virtual para ti. Ou real, que nos vamos vendo por aí!


joaninha,

agora fizeste-me lembrar o filme "O grande silêncio."
...
Conheces?
...
Também eu já tinha saudades da tua presença por aqui.
Tu como estás?
Boa semana, Joana.



querida leonor,
...
...esse teu dom da escrita...
...Obrigada.
...
Olha, leonor, aposto que as tuas conversas com Deus acontecem a cada instante...
No que fazes, no que escreves, no que és.

Como tens andado?
Reparte entre ti e o teu Miguel um fortíssimo abraço.