Tuesday, February 14, 2006

As melhores sementes


"Um agricultor ganhava, ano após ano, o troféu: MILHO DO ANO.
Um repórter descobriu que o fazendeiro compartilhava boa parte das melhores sementes da sua plantação de milho com os seus vizinhos:
- Como pode o senhor compartilhar as suas melhores sementes com os seus vizinhos, quando eles estão a competir directamente com o senhor?
O fazendeiro respondeu: - O vento apanha o pólen do milho maduro e o leva de campo para campo. Se eu quiser cultivar milho bom, eu tenho que ajudá-los a cultivar o melhor milho, cedendo-lhes a eles as melhores sementes.

Aqueles que escolhem ser felizes devem fazer com que seus vizinhos também sejam felizes. Tudo nesta vida é interligado. Um mundo melhor começa quando distribuimos o que temos de melhor. "
conto budista
E normalmente, são pequenas coisitas.
Pequeninas...pequenos naditas.
como as sementinhas....
Tão pequenas que elas são...
e no que se podem vir a tornar..
aquilo que poderão gerar..
Aquelas, as que vêm do coração..
aquelas, que é urgente semear!

10 comments:

Confessionário said...

Pocha, deixxas sempre cá bem dentro cada semente!!!

Araj said...

É necessário regar cada dia uma flor (amizade) para que ela não murche. Lindo conto, mais um para a minha colecção :)

deep said...

A isso se chama dádiva, generosidade... e custa tão pouco, não é?

Dad said...

Deixei-te um desafio no Momentos de Luar. Também a mim me passaram aquela bola...
Beijinhos,

Anonymous said...

Afinal, somos todos egoístas. Só que uns descobriram que a melhor maneira de se ajudarem a si próprios é ajudando os que os rodeiam...

xana said...

Deep, anonymous:
sim... também me parece a mim que assim é!Estamos em sintonia!


Confessionário, araj:
obrigada! Adoro ver-vos por cá!


dad:
hã.. deixa-me lá ir ver o que me espera...
Sim, beijinhos para ti, também!

marco said...

OLAA

Sonhadora said...

De muitos "naditas" se faz o tudo! Obrigada por mais este pensamento.

Dad said...

Xana,
Obrigada pelas respostas. Isto, no fundo é coisa um bocadinho superficial para com pequenas coisas, às vezes, se vão conhecendo as pessoas, para além daquilo que publicam e aí já todos nos conhecemos bem! Ainda ontem um dos leitores do Momentos me dizia pessoalmente: Puxa pensei que vc fosse uma noctívaga!
Pois é o que parece, não é... se fosse noctívaga devia andar sempre resmungona e ando sempre a rir...
Beijinhos,

NUNO BRANCO, SJ said...

Somos capazes de ser solidários no sofrimento, aproximamo-nos dos outros e estamos lá e sofremos com quem sofre. Quando se trata dos exitos e das alegrias dos outros já se torna mais dificil admitir o sucesso e o protagonismo deles. :)
obrigado xana :)