Saturday, March 11, 2006

A Quaresma das árvores...


Quem já viu ou podou ele próprio uma macieira sabe muito bem.
A árvore foi vivendo ao longo dos meses. Os vários ramos seguiram, cada um, os seus contornos no ar, desenhando as formas próprias e inequívocas de uma árvore. Umas vezes, rebentos desses ramos afoitamente se desviaram do ramo principal, seguindo diversas direcções. Fazendo outros desenhos. Outras vezes, a árvore obedeceu apenas a alguns galhitos centrais , sem grandes ramificações, portanto.
A seu tempo vieram-lhe as folhas. A árvore vestiu-se. Nas épocas próprias, enfeitou-se de frutos. Delirou. Tão envaidecida esta árvore, olhando para si própria! Que linda…. Uma macieira vestida de verde e maquilhada com as cores várias dos seus frutos.
Nas provocações do clima, ressentiu-se. Por vezes perdeu tudo. Folhas e maçãs! Às vezes uma praga ou um solo menos altruísta. Tentou aguentar-se. Como pôde, claro! Com algum azar, a árvore fez cicatrizes. Um ramo esgalhado pela bola perdida da criança, o tronco arranhado pela garra do gato atrevido. Tantas as adversidades..
Mas a macieira sabe. E se não se lembra, o jardineiro avisa-a. .Ambos sabem da época da poda. Da transformação, entenda-se! A cada corte, vai-se despindo deste galho. E daquele outro. E de mais aquele, ali na ponta. Corta-se. Este aqui, também. Isso! Pronto. Agora já está renovada.
Assim, à primeira vista, pensa-se que perdeu tudo. Que não ganhou nada! Mas quem já viu ou já podou ele próprio uma macieira, sabe…
Sabe muito bem que a macieira se despiu dos seus ramos mais enfraquecidos, para agora, mais leve e centrada, se fortalecer. E preparar-se para a nova época que a aguarda. Focar-se de novo nas suas raízes mais profundas, das quais jamais se afastará, buscar nelas o alimento que precisa e re-nascer. Mais forte, leia-se. Para, no novo ano adentro, voltar a engalanar-se de verde e de maçãs coloridas. Renascida e revigorada, a macieira sabe que precisou passar por este processo.
E quem já viu ou ele próprio podou uma macieira, também sabe. Sabe muito bem o que eu quero dizer. Sabe o que se passa na “Quaresma das árvores”! E tanto mais sabe, quanto mais experimentar também este processo de renovação!

9 comments:

s.p. said...

pois é xana...acho que as ávores sabem bem o que é chegar ao calvário...sabem bem que não termina no calvário...porque depois vem a vida nova...a ressurreição...olha sabes eu digo mesmo que as rosas têm espinhos e acho que se não tivessem perdiam a beleza...e os espinhos só as defendem...devem ser pontiagudos...com muita vida...ainda bem porque ás vezes nós pra sentirmos o perfume e vislumbrarmos a beleza não precisamos de tocar...mas o que é realmente admirável...se começarmos a admirar uma linda rosa...olhando de baixo...tão fraquinha com um caule tão fininho...vamos subindo...um espinho aqui outro ali, outro acolá e depois...uma coisa de se lhe fazer a vénia...cada pétala, cada tom...depois da cruz reeurreição...depois dos espinhos vida totalmente nova...e que eu acho engraçado é que connosco passa-se exatamente o mesmo...mas fica para outra viajem...aquele abraço

Pe. Tó Carlos said...

Ja copiei um... porque gostei muito... Acho que qualquer dia... copio outro!

Rafa said...

Hola Xana.
Macieiras y corazones.
Creo que todos tenemos corazón.
Creo que todos somos macieiras.
Parabens por tu metáfora, es muy evocadora.

Miguel said...

Xana,
Nunca tinha pensado no tanto que temos que aprender com as macieiras... E o fruto delas, no meio de tudo isso, ainda é doce e bem colorido.
"Mas quem já viu ou já podou ele próprio uma macieira, sabe…" que para sermos como elas, não basta querer, temos tanto a fazer!
Vamos lá... de camisolas novas, olhar as macieiras!

deep said...

Por vezes, temos necessidade de podar em nós o que nos impede a felicidade, as coisas que travam o fruir ligeiro dos dias, a aceitação compassiva dos que nos rodeiam...

Anonymous said...

Uma frase que ouvi e não mais esqueci: «A roseira agradece que a podem».

Dad said...

Texto tão lindo! As nossas amigas árvores...
Beijinhos,

ivan said...

passei apenas para te dar um beijinho.

xana said...

E que bela surpresa, Ivan...
Pleaseeee, volta!!!!

SP, António,rafa,,miguelito,deep,
anonymous,e dad :

Que bom ver-vos aqui juntos..
Juntos a mim e juntos entre todos !!