Saturday, August 12, 2006





CITANDO KAHLIL GIBRAN...

Aprendi o silêncio com os tagarelas;
a tolerância com os intolerantes
e bondade com os maldosos.
Não devo ser ingrato com esses professores.

11 comments:

Andante said...

Contudo, devemos mostrar a outra face...

A Capela said...

Sem dúvida que o são. E que outra maneira melhor de os vermos se não assim?

Abrençãos Portinho!
Malu

xana said...

andante, sim devemos. Sempre.
mas olha, posso perguntar-te, o que é para ti dar a outra face?
Um abraço.

malu, querida malu...
bela pergunta aqui deixas tu...
Beijinho!

Leonor said...

Sim... E também aprendemos quando somos nós os intolerantes, os tagarelas, às vezes os maldosos. Mas é preciso mergulhar no silêncio, e dar o braço a torcer, admitir,arrepender...Depois, então, aprender também com os nossos erros e não só com os dos outros que são sempre mais fáceis de ver. beijinhos, saudades e obrigada por me fazeres pensar.

Andante said...

Dar a outra face é não voltar as costas a um grande desafio. Enfrentá-lo e pensar sempre no/s outro/s que estão à nossa frente, ao nosso lado.
Dar a outro face é tornar-se o mais pequeno entre os pequenos mas, nunca armar-se em parvo/a.
Dar a outra face é encarar a vida à luz de um Pai que nos deu tudo, o Seu próprio Filho e nós, pobres coitados matámo-Lo porque incomodava.
E continuamos a matá-Lo sempre que não amarmos o mais infeliz dos nossos irmãos, por orgulho ou por nos considerarmos senhores da verdade verdadeira (desculpa a redundância).
Paz en Cristo!

andarilho said...

Sem tagarelas n existe o silêncio...

A outra face só pertence aos que sabem dar primeiro..seria escape e cobardia dar a outra face para n enfrentar os medos ou pagar o preço... seria tão fácil...

xana said...

olá querida Leonor...estamos - se quisermos, podemos e devemos estar sempre a aprender..
Aceitar, admitir, rever, escutar (os sons das palavras e os sons dos silêncios, leia-se).
E, como diz a andante, tudo isto acontece quando nos fazemos pequenos perante os erros, os nossos e os dos outros..
Pequenos.. pequenos..
mas nós assim é que crescemos!!
Um beijo a crescer e um abraço cada vez mais crescido para ti!
merci também por me (nos) fazeres aqui pensar..


Querida andante,

gosto particularmente da imagem de nos tornarmos os mais pequenos entre os pequenos. Reside aí a força da humildade. Não achas?
E.. ah... a questão da VERDADE... a questão da VERDADE....que bom seria que se compreendesse com mais firmeza que nem sempre existe UMA só verdade e que mesmo que só uma exista, ela não tem necessariamente que ser a nossa...
Olha.. penso muito nisto e na questão de dar a outra face... Penso e reparo no que penso e no que vejo..
Gostei muito das tuas palavras.
E agradeço imenso a tua resposta.
Um forte abraço.




andarilho, amigo andarilho..
explica lá um pouquinho mais..seguir-te-ei com toda a atenção..
Um abraço e um sorriso profundo.
NOtita: sabes, acho encantadora essa tua imagem do capucho branco a meditar..

A Capela said...

Passar para deixar um beijinho cheio de saudades.

xana said...

merci, malu..
beijinho aceite e duplicado
e com carinho re-enviado
para tu!

;)

Anonymous said...

What a great site » »

Anonymous said...

Best regards from NY! » » »