Thursday, August 17, 2006


A viagem mais importante é aquela
que se faz para o interior de si mesmo.

13 comments:

joaquim said...

«Não procures fora o que está dentro de ti.»
Abraço em Cristo
Joaquim

Leonor said...

e a mais perto, mas também a mais longe, a mais dificil, mas a mais compensadora... beijinhos

Andante said...

Calaste-me!
É difícil entrar em si mesmo, mas depois de entrar, tudo se clarifica.

xana said...

joaquim,

merci por esse abraço e por essa Verdade!




querida leonor,

isso.. tantas vezes tão parodoxal...
Um forte abraço!
Como gosto de te encontrar por
aqui!


querida andante,

que é difícil, é! Estamos mais habituados aos sons do exterior do que aos silêncios do nosso interior. Mas que vale bem a pena irmos treinando esse stop introspectivo, vale!
Bem o dizes, companheira, bem o dizes!
Um abraço para ti. Forte e em silêncio!

A Capela said...

Depois ao Portinho :)

eheh Malu
Bjinho* para tu

xana said...

merci, malu. Para ti, também.
E então? Como está o teu blogue?
Está tudo bem?

A Capela said...

Não Xana :( está cortado aos bocados, uma autentica manta de retalhos. Só vendo podes perceber como esta versão Beta (Google) é diferente. Quer dar-nos a possibilidade de se trabalhar por partes, os arquivos, post, listas, etc.. Pode vir a ser interessante mas estáainda muito incompleta e sem dar acesso ao Layout ainda, q dificulta tudo e pior é que não cumpriu a possibilidade de se recuperar o template anterior como assegurou. Caso contrário n me teria aventurado a tanto.
Não mudem para já. Também pensei que teriam disponíveis mais templates mas são os mesmos e antigos. Só com um pouco de tempo à noite, não deu para muito mais do que adiantei hoje.

Espero que este m/comentário de algum modo seja útil a quem pense trocar. Não aconselho para já a impacientes e a quem não tenha algum tempo para explorar o novo sitema. Mais tarde, quem sabe? Pode vir a revelar-se mto. melhor que o Blogger até aqui.

Obrigada Xana

P.S. Até a senha há que mudar mas q entretanto não serve nos comentários, q confusão, uf :o ....

Araj said...

Por vezes conhecemos meio mundo e não nos conhecemos...

xana said...

malu, querida malu...

pois.. também reparei nas alterações do teu blogue. Mas pareceram-me bem, também. Continuaria a ser uma capela acolhedora, a sério..
Olha, mas agora tem estado inacessível. Tem dado sempre erro.
Vou aguardando por ti.
Um abraço forte! Descansa bem.





araj, meu bom araj:
compreendo o que queres dizer, sim.
Mas uma pergunta aqui fica: E conhecemos MESMO meio mundo?
..
O que acredito, e muito, é que sempre que os outros se cruzam no nosso caminho, aí temos uma valiosa oportunidade de aprendermos a olhar para dentro. Para dentro de nós próprios..

emlino said...

"Tudo é sempre criado duas vezes, primeiro na mente e depois na realidade" [R. Sharma]
Quando nos treinamos a exercítar o conhecer do interior viajando até ele, e a decorá-lo como um estúdio profundamente íntimo, de uma forma bela, harmoniosa,... calmamente - pois para tal precisamos de tempo e paciência -, podemos esperar criar ideias, criar pensamentos, também eles agradáveis, refrescantes,.. plenos de saúde psicológica, humana, espiritual...
E essa frescura, esse dinamismo, essa claridade da nossa mente reflectir-se-á nas nossas acções, na manifestação exterior sensível de todo o nossos ser, de toda a nossa vida.
Só no interior nos encontramos e só manifestando-o exteriormente, poderemos encontrar e ser encontrados.
Não é tudo isto importante? Eu tenho a certeza que sim!

xana said...

Emlino,

profundamente de acordo! bem o dizes !
"Eu estive em muitos lugares, mas só em mim mesmo me encontrei!" (John Lenon)

Alien David Sousa said...

É uma das viagens mais difíceis que se pode fazer.

xana said...

e dura uma vida inteira, que te parece?